NOTÍCIASCOLUNA DIÁRIO DE SPEM DESTAQUEOPINIÃO
Tendência

ARTIGO: “Sou trans e quero ser respeitada”



“Sou trans e quero ser respeitada.” Essa foi a frase que destaquei de um vídeo onde uma mulher se posiciona contrária à sua vacinação, pois, segundo ela, já está naturalmente vacinada. E, mesmo sendo clara a mensagem, “O Antagonista” fez questão de me atacar, dizendo que eu seria “idiote”. Então, vamos esmiuçar o significado disso tudo.

A reação do autor do texto mostra sua hipocrisia ou incapacidade de interpretação. O objetivo da postagem foi apontar ausência de debate sobre um tema essencial. Causa espécie tal reação num país onde tantos protestam quando se fala do uso de animais para experimentos farmacológicos (o que são as vacinas EXPERIMENTAIS?), ou, onde a esquerda utiliza o slogan “meu corpo, minhas regras” para justificar aborto, uso de drogas ou mudança de sexo. Esse duplo padrão aparece a todo momento, por exemplo, quando a militância esperneia pelo fato de uma mulher quer escolher entre parto normal ou cesárea.

Inclusive, observamos as mulheres que dizem ter nascido em corpo masculino e que “engravidam”, mas não podem amamentar. Apesar de a ciência apontar que a amamentação é insubstituível, em nome da “justiça social” ou “de gênero”, não há preocupação com os recém-nascidos e eventuais problemas de saúde futuros. “Isso pode”.

Segundo o dicionário, imunizar é “fazer com que (algo ou alguém) se torne imune; que resiste à ação de agentes patogênicos; que não se deixa contaminar por uma doença infecciosa”. Portanto, 0% de chance de se infeccionar por um vírus e não somente reduzir a possibilidade de adoecer e/ou morrer.

O que tem acontecido no mundo é a diminuição da probabilidade de pegar o vírus e falecer. Contudo, ressalto que mais de 17.500 pessoas já morreram após tomar a 2ª dose de vacina, segundo publicação do Poder360 em 24/09/2021. E afirmam que o número “pode ser maior”.

Sou favorável à vacinação daqueles que assim desejarem, e contra a obrigatoriedade apresentei o PL nº 4.966/2020.

Não há razoabilidade num Estado que deseja submeter meu filho, de 13 anos, a uma vacina que, por ser experimental, eventualmente pode ocasionar infarto em crianças. O risco pode ser mínimo, mas igualmente mínimo é o risco de uma criança morrer vítima de covid-19.

Conheço muitas pessoas que estiveram com suas famílias contaminadas, que não pegaram covid, não tomaram vacina e são imunes naturalmente, como aconteceu com a minha, onde meu marido e filho sequer tiveram sintomas. Por que precisam, portanto, se vacinar, sendo que a patologia é nova e não houve tempo para esgotar todos os riscos?

Chego à conclusão de que quem me chamou de “idiote”, sequer compreende o significado da palavra. Idiṓtēs, de origem grega, representa o “indivíduo particular” em oposição ao “homem do Estado”. Seria o sujeito que não enxerga além dele próprio, semelhante ao autor do ataque, que é incapaz de enxergar o debate que o cerca.

Fonte
Diário de São Paulo

Artigos relacionados

7 Comentários

  1. Como é bom poder ler palavras cheias de bom senso, nestes tempos conturbados, onde vemos algo inacreditável há pouco tempo atrás, a associação de bilionários e comunistas a nível mundial. Genocídio através de campanhas de terror a cargo de governantes e imprensa corrompidos, sob a justificativa de salvar a humanidade da superpopulação. Juntas estão a máxima comunista de que os fins justificam os meios, e a arrogância dos bilionários, que se julgam no direito de dirigir o destino da humanidade. Parabéns Deputada.

  2. A insensatez não consegue distinguir o óbvio, daí, a farta adjetivação e a falta de coerência no que expõe. Esta é a preocupante realidade que para ser revertida, vamos precisar de algumas décadas, no Brasil, para lidarmos com pessoas pensantes. O pior de tudo, é que é um fenômeno mundial, endossado pela ONU, o que deixa-nos com uma visão de um futuro sombrio que para evita-lo, as pessoas pensantes têm uma tarefa incessante para reverter a situação.

  3. Tem meu Total apoio Deputada Carla!! Eu não contrai essa doença e não vou me sujeitar a tomar essa vacina experimental, onde traz vários efeitos colaterais negativos e ainda por cima tive pessoas próximas que tomaram e contraíram a doença do mesmo jeito!!!! Vacina é para prevenir e não causar a doença e muito menos trazer outros males no organismo das pessoas!!! Quanto ao “Antagonista” esse povo é desprovido de raciocínio são marionetes da oposição! Uma hora vão despertar para a Verdade dos fatos!!!!

  4. Perfeitamente! É o que estamos falando justamente, com relação a este fato na empresa e na associação de moradores e igrejas.
    Se começarem a ficar de palhaçada. Serei um transvacinado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo