Zambelli apresenta projeto para impedir candidaturas de quem consuma drogas ilícitas

A deputada federal Carla Zambelli protocolou, na última quarta-feira (11), Projeto de Lei Complementar para tornar obrigatória a apresentação de “laudo de exame toxicológico de larga janela de detecção” ao rol de documentos que devem instruir requerimento de registro de candidatura, acarretando a testagem positiva para o uso ilícito de drogas ilícitas o indeferimento do pedido, por inelegibilidade.

Segundo a parlamentar, “é intolerável que possamos permitir a assunção a cargos políticos por indivíduos que fogem de seus deveres e do senso de realidade pela via fácil e torpe do uso de drogas reputadas ilícitas pelo ordenamento jurídico pátrio”.

Zambelli reforça que não é possível que parlamentares exerçam sua função “sob ação de drogas ilícitas”.

A proposta pondera que algumas drogas ilícitas podem por vezes ser manejadas para tratamento médico de forma lícita, como é o caso dos opiáceos, utilizados em tratamento de dor. Nesse caso, o candidato não será punido, caso seja apresentado, juntamente com o exame toxicológico, laudo médico que ateste o referido tratamento.

Cassação de parlamentares

Na semana passada Zambelli protocolou Projeto de Resolução nº 68/2020 para exigir do parlamentar a realização anual de exame toxicológico de larga janela de detecção, prevendo-se como consequência para a constatação do uso de droga ilícita o cometimento de infração éticodisciplinar sujeita à sanção de perda do mandato.

Na ocasião ela argumentou ser “inadmissível que senhores incumbidos de elaborar as normas do país exerçam tal ofício sob ação de drogas ilícitas” e que é “intolerável que se admitam no Congresso Nacional parlamentares que fujam de seus deveres e senso de realidade pela via fácil e torpe do uso de drogas reputadas ilícitas pelo ordenamento jurídico pátrio”.

Publicação Anterior

Saiba quem são os candidatos apoiados pela deputada Carla Zambelli

Próxima Publicação

Carla Zambelli representa contra jornalista que incitou à violência em rede social

17 comentários

  1. José Manuel Moura Romano disse:

    Nota 10000000000000000000 para o projeto , venho falando há anos e sugerindo nos perfis de políticos no Facebook. Eu já gostava da sua atuação mas agora você mora no meu coração. TOP.

    1. Jaimir disse:

      Problema é os drogaditos que criam leis, aprovar estas resoluções, mas se nós o povo pressionar nas redes sociais podemos ter alguma chance de apoiando, obrigar eles a votar no projeto. Tem varios, muitos nossos conhecidos que usam mesmo!.

  2. Reinaldo Hein disse:

    Uma ótima iniciativa!! 👋👋👏👏

  3. Ana Maria Bezerra disse:

    Excelente projeto, o Brasil precisa levar mais a sério a política, são milhões de brasileiros representados por indivíduos usuários de entorpecentes e o pior vão defender o uso destas drogas para o povo.

    1. Virginia Leila da Silva Mourão disse:

      É justo esse projeto, todos sabemos que ninguém tem capacidade de avaliação do que que seja sobre efeito de drogas. Tem todo meu apoio

  4. CRISTINA CAVALCANTI disse:

    APROVO! COM CERTEZA.CHEGA SER LAMENTAVEL UMA SITUAÇÃO DESSA PARA NÃO DIZER ABSURDA. O QUE TODOS FAZEM NA SUA VIDA PARTICULAR É PROBLEMA DE CADA UM! MAIS PRICIPALMENTE PARA QUE EXERCE CARGOS PUBLICO O MINIMO QUE SE ESPERA É LUCIDEZ.

  5. Matilde disse:

    Excelente ideia! Tomara que consiga se tornar lei, porque infelizmente há muitos maus brasileiros na Câmara e no Senado. Que Deus abençoe essa iniciativa.

  6. Sergio Borges Lucas disse:

    Excelente! Eu mesmo já sugeri à alguns Deputados,conhecidos meus, projetos exatamente como este! Maravilha que alguém teve a coragem de fazê-lo! Parabéns Deputada!

  7. Célia disse:

    Aprovadíssimo!!!

  8. Célia Santos - Célia Pandolphi disse:

    Aprovadíssimo!!!

  9. Marcelo disse:

    Ótima iniciativa. Muito bem vinda e em momento oportuno. Parabéns!

  10. Alexandre disse:

    Parabéns por mais esta linda iniciativa para podermos limpar a nossa política destes drogados.

    1. Ronaldo Formigão disse:

      Parabéns Deputada excelente projeto. Tudo o que a Sra. puder fazer para conter esse mal que é as drogas é muito bem vindo. Parlamento não é lugar de quem faz uso de drogas.

  11. Valmir José de Souza disse:

    Parabéns pelo seu trabalho.
    Me arrependo muito de ter votado na pepa mas na próxima com serteza eu e minha família será vc

  12. Robert Douglas da Costa Reis disse:

    Carla boa noite. Moro Em Coronel Fabriciano-MG, ao lado de Ipatinga. Nesta região a Deputada Ale Silva foi eleita, mas teve uns desajustes aqui e apoiou um cadidato diferente do que o Bolsonaro tinha apoiado resultado, o candidado do Bolsonaro foi eleito na maior cidade da região e a Alê se queimou um bocado aqui. Mas o que eu pretendo com você, é sobre a crianção de um partido genuinamente conservador no Brasil, penso que o Aliança pelo Brasil será este partido, no entanto, temos percebido que está muito lento. Faço parte de 4 grupos de watssap de direita locais, estaduais e nacionais. Somos muitos ativos e gostaria de tiver apoio de vocês, organizar as coletas de assinaturas o mais rápido possível pois, está havendo um certo desânimo na direita em função desta demora e também por não termos candidatos a quem pudéssemos votar nestas eleições. É preciso empenho, organização e agilidade pois, o tempo urge e daqui há pouco acontece as eleições legislativas. Se eu pudesse contar com você para reforçarmos as coletas das assinaturas necessárias para a crianção do Aliança já para o ano que vem, ficaria imensamente grato ou, se você puder me direcionar para alguém ligado ao Eduardo Bolsonaro ou qualquer outro. Meu celular (31) 98895-8687. Obrigado.

  13. Vera Lucia Costa de Carvalho disse:

    Te admiro muito e cada dia mais 👏👏

  14. Edison disse:

    Parabéns Deputada por esse Projeto Lei espero que seus colegas parlamentares sigam e entendam seu proposito precisamos sim moralizar esse no Brasil dando um exemplos vindo dos Políticos que são nossos representantes nessas casas em Brasília.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Scroll to top