Zambelli defende liberdade na Faixa de Gaza

Zambelli defende liberdade na Faixa de Gaza e lembra que organização terrorista impede exercício de direitos políticos e liberdades individuais

A deputada federal Carla Zambelli manifestou-se nas redes sociais nesta segunda-feira (17) para declarar apoio à “liberdade dos árabes contra o terrorismo do Hamas”.

A parlamentar, que tem, por diversas vezes, reforçado apoio a Israel nos últimos dias, devido aos ataques terroristas do Hamas, lembrou algumas das ações ditatoriais da organização que comanda a Faixa de Gaza. “Em Gaza, não há eleições desde 2006. Sob o Hamas, as liberdades de imprensa, religião e expressão são inexistentes. A Comissão Independente de Direitos Humanos recebeu 122 denúncias de prisão ilegal e 90 de tortura”, escreveu em sua conta no Twitter.

Zambelli baseia-se em relatórios divulgados no portal Freedom House, movimento que defende os direitos políticos e as liberdades civis. Segundo o Freedom House, o Hamas viola vários pontos que integram os direitos dos cidadãos. Dentre eles, a restrição à prática de culto e expressão de fé e cerceamento para impedir o avanço da oposição em conquistar apoio por meio de eleições.

Publicação Anterior

CMADS aprova propostas da reunião desta terça-feira (04/05/2021)

Próxima Publicação

CMADS aprova 02 Projetos de Lei e rejeita 02 Projetos de Decreto Legislativo

4 comentários

  1. Telma Gabrielle F. Camara disse:

    Parabéns Deputada Deus abençoe

  2. Ricardo aparecido Gonçalves de Araújo disse:

    Parabéns deputada sigo todos os seus trabalhos 👏👏

  3. Luiz Carlos Ramos disse:

    O TERRORISMO É MUITO DIFÍCIL DE SE COMBATER. POIS LÍDERES TERRORISTAS NÃO TEM PUDORES, NEM ESCRÚPULOS. USANDO COMO ESCUDOS ATÉ CRIANÇAS. SEGUIMOS CONFIANTES NUMA INTERVENÇÃO POR PARTE DA ONU.

  4. Antonio Rodrigues disse:

    Bom dia Deputada, você é nota 1000, continue assim, não muda de lado igual alguns fizeram, continua sendo essa pessoa maravilhosa que é, estando sempre com Deus. Meu sonho e de todos brasileiro do bem é que colocam somente pessoas do bem no STF.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Voltar ao topo